24 de jan de 2013

Carros

Tirei minha carteira de motorista aos 21 anos, tardiamente, pois não tinha carro e não via motivo. Quando tirei, dirigia muito pouco, do tipo: mercado, mercado e etc. Superei a barreira de entrar no mercado e passar pela chancela, pois sempre achei que ficaria presa no meio rs

Comecei ir à alguns cliente de carro, mas nunca foi meu carro, sempre tive um carro a disposição, nunca realmente precisei comprar um. Ou era da empresa, ou amiga, ou prima e etc. 

Em 2008, depois de 7 anos na empresa, resolvi desbravar o mundo e explorar novos desafios. E, então, resolvi que era hora de ter meu próprio carro, aos 28 anos. Foi muito bom, eu trabalhei e usei muito o 'poeirinha': um Renault Clio que eu adorava. Confortável, econômico e completo. Fiquei com ele por, um pouco mais de dois anos e o vendi em meados de 2011.

Esse ano, pensei em comprar outra, em alguns momentos sinto necessidade de ter carro e ai fui fazer conta e fiquei meio na dúvida, não teria o dinheiro todo para comprar à vista o carro que quero; dessa vez quero um zero e não admito fazer dívidas muito longas, a não ser as realmente necessárias e então teria de aguardar de 3 a 6 meses, dependendo dos variáveis que eu recebesse a partir de agora...

E, ai fiz conta de novo, e aí veio os 7% de aumento do combustível e decidi novamente que não é o momento de eu ter de novo um carro. 

E ai, você cara leitora e leitor, deve estar se perguntando: "EQUEQUEEUTENHOAVERCOISSO!?"... A verdade é que poha nenhuma, mas sei que muitas pessoas irão se identificar com isso.

Voltando em 2011, quando vendi o 'poeirinha', passei a economizar uns 600-800 reais mensais. Além do custo do combustível, mensalizei a manutenção preventiva (óleo, água, etc), o seguro e a depreciação do carro. Nem cheguei a incluir possíveis batidas e acidentes. 

Se eu comprasse um carro, o carro que queria, esse valor mensal saltaria para 2000-2500 mensais fácil. 

E conclui: hoje não tenho carro por que não posso comprar. Não tenho o carro por que:

1. moro a apenas 4km do meu trabalho e não sofro com transporte publico;
2. quando tem perrengue, chuva ou atrasos, o taxi custa em torno de 16 reais;
3. SP é um caos para se dirigir e investir em carro automático encarece uns 5000 reais na compra e uns 700 na manutenção mensal
4. o seguro está cada vez mais caro
5. não tenho vaga de garagem no trabalho e em casa, logo, teria que desembolsar mais dinheirinho...

Ter um carro, hoje em dia, em SP é questão de necessidade e não mais de luxo. Prefiro muito mais andar de metrô ou ônibus, pois vai beeem mais rápido..


Pode ser que em alguns anos isso mude, mas é o que tem pra hoje!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário